terça-feira, 22 de abril de 2014

OS EUA são a Nova Roma e nós uns bichos bobos


Crédito da foto: en.wikipedia.org

O jornalista Paulo Moreira Leite dá uma bronca hoje em quem pronuncia Pasadína, ao invés de Pasadena.

Ele lembra tratar-se de uma palavra espanhola, portanto latina; então por que Pasadína?

Porque somos bobões, gente com baixa alta estima, sofremos da síndrome do cachorro vira-latas.

Duas Evas (divas) do cinema viraram Ívas – a Longoria e a Mendes – embora ambas sejam latinas.

E Longoria virou Longória.

Porque somos bobões, gente com baixa alta estima, sofremos da síndrome do cachorro vira-latas.


Mas outros povos e outras línguas (mesmo que latinas como a nossa) não merecem tanta deferência baba-ovo.

Vincent Carrel, ator e marido da estonteante Monica Bellucci, é Víncent Carréu.


Porque somos bobões, gente com baixa alta estima, sofremos da síndrome do cachorro vira-latas.

E Bellucci virou Beluci, e não Belutchi.

Porque somos bobões, gente com baixa alta estima, sofremos da síndrome do cachorro vira-latas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário