terça-feira, 12 de novembro de 2013

Uma péssima entrevista e o envelhecimento do PT


Crédito da foto: paginadoenock.com.br

Cid Benjamim foi entrevistado ontem pelo Roda Viva (TV Cultura). Pura perda de tempo.

Benjamin é jornalista e político, e na década de 60 militou na luta armada, no MR-8, e participou do sequestro do embaixador norte-americano Charles Burke Elbrick (1969).

Preso e exilado, morou na Argélia e na Suécia.

Ajudou a fundar o PT e, depois, descontente com os rumos do partido, migrou para o PSol.

Entre os entrevistadores de Benjamim o Roda Viva viu por bem levar o indefectível José Nêumane (colunista de O Estado de São Paulo e colaborador do direitista Instituto Millenium).

Precisa dizer mais alguma coisa?

Precisa!

Nêumane tem ligações com a TFP – Tradição Família e Propriedade, uma organização católica hiper tradicionalista e conservadora, fundada, em 1960, por Plínio Correia de Oliveira.

Correia (que morreu em 1985) e a TFP combatiam/combatem “o comunismo e o progressismo religioso conforme a orientação romana” (WP).

Precisa dizer mais alguma coisa.

Não precisa!

Cuidado em demasia

Benjamim foi cuidadoso demais em suas respostas. Algo delicado e um bocado temeroso.

Quem sabe para fugir das armadilhas que os “urubus” que o cercavam montavam minuto a minuto.

Tentaram pegar Benjamim com a história do controle social da mídia.

Ele só tinha duas saídas: ou dizia que era contra, e alimentava a urubuzada, ou dizia que era a favor, e aí o tachariam de censor, como tacharam Chico, Gil e Caetano no caso das biografias não-autorizadas (arghhh).

Ele saiu mais ou menos bem, lembrando que “nos países civilizados” há sim controle social da mídia.

E há mesmo: nos EUA, na Grã-Bretanha, na França etc. e tal.

Mas os urubus queriam lembrar-se disso?

NÃO!

Passa rapidinho pra outra. E eis Nêumane voltando à cena: “e os black bloc”?

Bem, há um exagero nessa história toda, retrucou Benjamim.

Volta Nêumane: “mas eles são financiados. Deu n’O Globo”?

Deu n’O Globo?!?!

Uau! De três, uma:

- Ou Nêumane acha que Benjamim é idiota;
- Ou Nêumane acha que o telespectador é idiota;
- Ou Nêumane é o idiota.

Pode escolher.

Interessante

A coisa mais interessante que Cid Benjamim falou – e não foi explorada pelos entrevistadores: o ciclo petista está no fim.  Esgotou-se. E as manifestações de rua podem, sim, ajudar nessa debacle.

Ele até acha que Dilma Rousseff se reelege ano que vem – eu ainda tenho minhas dúvidas – mas o PT não passa em 2018.

Outros já disseram isso. E se eu fosse petista estaria preocupado.

Aliás, as eleições do PT – tanto a nacional quanto as estaduais – deste último final de semana pareceram uma piorra girando em seu próprio eixo sem sair do lugar.

O PT envelheceu precocemente.

O poder lhe fez um mal danado.