terça-feira, 27 de agosto de 2013

MÉDICOS CUBANOS: é preciso esquecer Che Guevara um pouco



A avalanche de insanidades que cerca a chegada dos médicos cubanos ao Brasil só pode ter uma resposta: uma ação pra valer do Ministério Público, processo e, se for o caso, cadeia.

Quem não consegue viver em sociedade que seja retirado dela.

Isso vale pra bandidos comuns, corruptos e preconceituosos em geral.

É preciso deixar um pouco de lado a frase histórica de Ernesto Che Guevara: "Há que endurecer-se, mas sem jamais perder a ternura”.

Não! Nada disso! É preciso pegar pesado contra essa gente.

Contra o estúpido presidente do Conselho de Medicina de Minas Gerais que pregou aos seus pares não atender nenhum doente que por ventura venha a ser vítima de um erro por parte de um médico cubano.

Dos coxinhas de jaleco cearenses que proporcionaram uma cena do tempo de Lampião ao tentar intimidar ontem, em Fortaleza, médicos cubanos que participavam de um curso.

Da jornalista potiguar Micheline Borges que afirmou que as médicas (cubanas) “têm uma cara de empregada doméstica”.

Duas palavrinhas antes de continuar

Pois olhando a foto da Micheline (que nome esquisito! Isso não seria nome de pneu?) achei que ela tivesse cara de garota de programa.

Preconceito meu?

É sim. Se ela tem o seu, por que eu não posso ter o meu?

Segunda coisa: já morei em Natal, tenho amigos e parentes por lá, e sou casado com uma natalense.

Pois a próxima vez que for a Natal farei questão de conhecer a tal da Micheline (que nome esdruxulo! Isso não seria nome de pneu?).

O que eu irei fazer se a encontrar?

Não sei.

O mais provável é que eu diga que o nome dela é esquisito, esdruxulo, que lembra pneu de automóvel e que ela tem cara de garota de programa.

Os covardes se acovardam

Como todos os covardes que vivem nos seus mundinhos provincianos e ridículos, quando confrontados com as reações, fogem, se amedrontam, se apequenam, como se fosse possível se apequenar mais ainda.

O presidente do conselho mineiro veio a público para dizer que não foi bem aquilo.

A associação de instigou os coxinhas cearenses já disse que pode protestar, mas não pode coagir, ameaçar e amedrontar.

A moça do pneu apagou os seus perfis no Facebook e no Twitter.

Já disse em postagem recente neste afalaire que Não acredito em perdão, desculpas e arrependimento.

E não acredito mesmo.

O homem do conselho, a rapaziada do jaleco e a garota com nome de pneu são inumanos. São estúpidos. Não merecem qualquer tipo de consideração.

Não são civilizados, e eu e muita gente que conheço gostaríamos de viver na civilização (com todos os problemas que ela possa carregar).

Mas livres de idiotas como esses.

Com a palavra o Ministério Público.

2 comentários:

  1. Tá bom Márcio Tadeu, mas você ofendeu as putas ao comparar essa zinha a elas, pois elas são mais dignas.

    ResponderExcluir
  2. Tá bom Márcio, mas você ofendeu as putas, ao comparar essa zinha a elas, pois elas são mais dignas.

    ResponderExcluir