quarta-feira, 24 de julho de 2013

E um enorme buraco se abre sob os pés do PT



Estive ontem com um petista da primeira hora, gente do tempo da fundação do partido.

Está deixando o PT e me disse: “muita gente está fazendo isso. Só estão ficando aqueles que têm ainda um compromisso político-partidário (vereadores, deputados etc. e tal) e quem ainda acredita no ideário petista ou ainda acredita que o PT possa ser reformado”.

Depois dos históricos expurgos patrocinados por Lula da Silva essa deve ser a maior debandada do partido, se não for a maior.

O bicho pegou de vez.

Ninguém  mais acredita no PT, nem a maioria dos petistas ou de simples simpatizantes.

Dilma tentou uma jogada de risco ao acenar para os lados do sorridente papa Francisco. Não funcionou.

Apesar de parte da Igreja Católica (a ala progressista) dar sinais de simpatia, o que se vê é que a magia inicial não funciona mais.

É preciso mais que blábláblá para reconquistar espaços e segurar o voto da parcela da população beneficiada pelos programas sociais.

Ruins de serviço

O que conta ainda a favor do PT é que a oposição é ruim de serviço.

As manifestações de rua, no entanto, entraram por um caminho preocupante e perigoso para o PT e seus aliados.

De nada adianta os jornalistas engajados atirarem contra os Anonymous e contra a moçada aglutinada no Black bloc e tentar carimbá-los com a pecha de direitistas que estão querendo arribar o PT do poder.

Essa ação só demonstra ignorância e falta de rumo.

Talvez essa gente que se diz independente deva fazer uma reflexão – o grupo está absolutamente rachado -, entender o descaminho que o partido tomou e propor soluções menos idiotas e mais sensatas e adultas.

Só que o novo escândalo com aviões da FAB, agora envolvendo o ministro Aldo Rebelo, não ajuda em nada.

Um comentário:

  1. Marina seria um caminho, mas duvido que alguém que entre lá não seja engolido pelo sistema, como o foi o PT. Ainda mais com o PMDB e a mídia mercantil sabotando o tempo todo. Não sei se rola, mas seria uma boa mudança. Só não dá pra engolir os zumbis do PSDB de volta.

    ResponderExcluir