quarta-feira, 19 de junho de 2013

As manifestações devem parar? NÃO!!!



Já se discute entre essa gente que se acha especializada em alguma coisa – sociólogos, políticos, jornalistas e pitaqueiros em geral – quando as manifestações deflagradas há quase duas semanas vão terminar.

Há quem preveja que isso aconteça nos próximos dias, até porque pelo menos 7 municípios já voltaram atrás, congelaram o aumento das tarifas de ônibus e outros deverão seguir o trilho aberto.

Não acho que as manifestações devam parar não.

E também não acredito que elas parem, pelo menos nos próximos dias.

É claro que tudo cansa e mesmo gente jovem não segura o pique de se manifestar diariamente e por muito tempo.

Mas pelo que dá para perceber que as manifestações ainda estão na ascendente.

Esperam-se manifestações para Natal, amanhã, por exemplo, e para outras cidades que até agora estão calminhas.

Acho que a tal da Copa das Confederações é uma baita de uma fagulha que deve ser soprada.

Brasília

O toma-Congresso da segunda-feira sinceramente me decepcionou.

Achei que os manifestantes fossem mais fundo, e entrassem porta adentro.

Claro que poderia virar uma carnificina, mas sinceramente esperava por isso, com todo respeito às pessoas que trabalham lá dentro (uma das minhas filhas, entre elas).

Seria a nossa Queda da Bastilha.

Fica para a próxima.

Ingenuidade

Apenas pessoas muito ingênuas e que vêm o mundo pela TV é que se espantaram com o montante de gente infiltrada nas manifestações, especialmente policiais, provocadores profissionais e notórios direitistas.

Manifestação de rua não é um passeio ao shopping center com um grupo de amigos.

É porrada mesmo. Provocações, confrontos e o cacete a quatro.

Como eu disse em duas postagens no Facebook, manifestação de rua não é a mesma coisa que um grupo de senhora que vai à igreja para rezar o terço.

O PT se fazendo de morto

O Partido dos Trabalhadores, especialmente o Lula da Silva, está se fazendo de morto nessa história toda.

Como conheço Lula da Silva – em quem votei toda vez que foi candidato a Presidente – há muito tempo, desde a sua militância sindicalista no ABCD paulista, claro que sei que ele está arquitetando um nó na garotada para tirar partido político-eleitoral dessa confusão toda.

Acho que não vai dar não, Lula da Silva.

Especialmente porque o principal responsável por esse pandemônio todo é exatamente sua senhoria que se desviou do discurso moralista-reformador de seu Partido, fez e patrocinou trocentos conchavos políticos e jogou todas as fichas – dinheiro público, diga-se – nessa monstruosidade que são os estádios de futebol.

Esse pepino você vai ter de carregar pelo resto da vida.

Só reze para que o amargor do pepino não azede a candidatura do PT para a sucessão de Dilma Rousseff.

Portanto, não se faça de morto que não temos mais velas para queimar.

Continuar por quê?

Simples, porque a sociedade tem de ir para além dos 20 centavos.

Tem de rediscutir as cidades.

Rever o modelo desenvolvimentista do governo federal.

E principalmente a participação DIRETA da sociedade nos destinos da Nação.

Chega de papo furado.

Ou a sociedade participa ou esta porra pára.

Simples assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário